Compartilhe-nos

Siga-nos

horariosdeaula
 
 
SAREO.png
 
 

Últimas Notícias

Alunos do curso de psicologia da Unipac Lafaiete participam de curso sobre “Mentes Criminosas” em Belo Horizonte

O curso de Extensão aconteceu no último dia 23/09 no Ouro Minas Hotel, e foi realizado pelo Instituto Galeno de Goiás.

Em seu conteúdo foram abordados temas como a Criminologia, Psicopatologia e crime, quais as áreas do cérebro mais funcionam na mente de um psicopata, psicologia na investigação criminal, homicídios em série e crimes de repercussão: casos reais no Brasil e no mundo. A participação nesses cursos é uma forma do estudante conhecer mais sobre as diversas áreas da psicologia e poder escolher, com certeza, a carreira que deseja seguir. 

Foi ministrado por Leonardo Ferreira Faria, Psicólogo CRP 09/3584, Psicólogo Criminal da Polícia Técnico-Científica do Estado de Goiás. Mestrando em Ciências Criminológicas-Forenses, Especialista em Neuropsicologia, Criminologia e Psicologia Jurídica. Professor de Pós-graduação em instituições renomadas. Conselheiro e Presidente da Comissão de Orientação e Ética do Conselho Regional de Psicologia do Estado de Goiás. Diretor Administrativo da Associação Brasileira de Psicologia Jurídica. Autor de artigos científicos e capítulos de livros na área de neurociências, avaliação psicológica e criminologia.
As alunas Fabiana Mara e Déa Desiré do 3º período, Fernanda de Paula e Rafaela Souza do 2º período foram selecionadas para atuarem como monitoras durante o curso, as quais receberam também um certificado de monitoria.
A aluna Milene do 2º período descreveu que o curso mentes criminosas esclareceu muitas dúvidas a respeito da atuação do psicólogo jurídico. “O curso foi bem ministrado, de forma muito clara e eficaz, pois despertou muita curiosidade sobre diversos assuntos ligados à área em questão. De um modo geral, contribuiu muito para meu conhecimento como estudante de Psicologia”. Já Marciliana, também do 2° período, destacou a atuação do professor que ministrou o curso. “O Prof. Leonardo Faria explicou de forma ampla e simples cada ponto abordado, sendo de fácil entendimento e com características que prendiam a atenção ao conteúdo, agregou conhecimento e uma certa "certeza" de como escolher em qual área da psicologia atuar, no caso a psicologia jurídica. Enfim, não tenho nenhuma crítica, pelo contrário, só elogios! ”, comentou.
As alunas Nayara Koda e Samara Souza também enfatizaram o quanto o curso foi relevante para ampliar a visão sobre a atuação do psicólogo em situações que envolvem mentes criminosas. “O curso foi primordial para mim, estudante de psicologia, pois sempre criamos um pré-conceito em relação às pessoas que de alguma forma praticam algum ato criminoso, e que muitas vezes por ser hediondo a população se revolta e o condena de todas as formas viáveis. Através do curso, pude perceber que o crime as vezes é bárbaro, mas em momento algum podemos esquecer que estamos tratando de um ser humano, e o que levou ou o motivou a cometer tal crime. O julgamento do crime cometido pela pessoa é importante, mas entender esse ser humano em seu contexto histórico ganha de certa forma prioridade e destaque, pois a função de um psicólogo nesses casos e o de NÃO julgamento. É treinar nossa capacidade de olhar primeiramente para a pessoa em si e não o contrário olhar o crime primeiro. Isso deixamos para o corpo jurídico”, ressaltou Nayara Koda, aluna do 2º período de psicologia.
O curso proporcionou a nós, estudantes de psicologia, uma nova visão da área e também um novo olhar para o ser humano e suas particularidades. Através da explicação clara e objetiva do professor Leonardo Faria, foi possível agregar conhecimento e compreender o ser humano de uma maneira detalhada e a sua relação com a sociedade, que o leva a prática de determinados delitos. Ele apresentou a psicologia criminal de maneira brilhante e me deixou apaixonada pela a área assim como ainda mais convicta do curso que escolhi”, concluiu Samara Souza, 3º período de psicologia.

Sex Hikayeleri